quinta-feira, 9 de maio de 2013

As ciclovias são como as palavras...

..levam-nas o vento. Ou o Rui Rio.


Com entradas mal resolvidas, de modelo centralizado e segregado, não é uma ciclovia muito boa, muito possivelmente por, suponho eu, nunca ter sido pensada de raiz, mas sim como espaço sobrante das obras para a concretização do parque de diversões do Sr. Presidente (ou como também é conhecido, o ultra lucrativo Circuito da Boavista).

Ora parece que este ano há outra edição, e então os ciclistas que se cuidem que está a ser tudo desmontado para a transformação:


Carros a voar. Ora aí está uma boa ferramenta contra a crise.

6 comentários:

a disse...

A sério? É assim? Que anormalidade! Já há poucas ciclovias na cidade e ainda desfazem essas... surreal.

Morcego Platónico disse...

imbecil!!! como vai embora está-se a cagar! será que ele pode fazer isto? deve poder, mesmo que não possa, faz e depois logo se vê! não sei que dizer... é completamente surreal... só mesmo neste país!!!

paulofski disse...

Isso já se previa. A forma como a ciclocoisa foi pensada e colocada ali no meio da avenida foi para um dia mais tarde, caso a organização do WTCC assim o quisesse, desmontar tudo para dar lugar à pista de corridas. Espero (faço figas) que seja a última vez que os bólides derrapem por ali.

ricardo cardoso disse...

Atenção que, depois de desmontado o circo, a ciclovia volta, porque a via foi pensada para ser mutável.

Mas é claro que entretanto é uma seca.

Mas deixo-vos uma boa notícia: sei de fonte segura que a intenção é de transformar o corredor central de bus desde o Macdonalds até ao parque da cidade em ciclovia ;)

Sérgio Moura disse...

Viva Ricardo, acho que isso já foi publicado algures, e aparentemente pela imagem que vi não ia ser central, mas sim separada por sentidos junto à berma...
A ver como resolvem o desenho e os pontos mais perigosos...

ricardo cardoso disse...

É verdade Sérgio, mas essa solução de que falas é só desde a rotunda até ao mac, pelo que me explicaram por causa dos muitos cruzamentos. (é o meu estúdio que tem feito as ilustrações que têm aparecido na revista da cidade e já fizemos mais duas dessa solução que devem aparecer em breve).

A partir do mac supostamente vai ser central, tomando o espaço aos poucos autocarros e taxis que por ali passam.